segunda-feira, 2 de janeiro de 2012

Amor é bom e eu gosto !

Clique aí abaixo e chame o seu par pra dançar. Se não tem um par, dance sozinho enquanto ele não chega....



3 comentários:

  1. Fernanda,

    Adorei !!!!!!!
    A musica unindo diferentes paises ..... e o seu convite para dancar ....e quem nao tiver um par dance sozinho enquanto ele nao chega ..... bacana.

    Felicidades

    Gilda Bose

    ResponderExcluir
  2. Não é mesmo de emocionar, Gilda?? Bjs!

    ResponderExcluir
  3. FCqueriDannemann... confesso: até hoje, não conheci um ser humano que dissesse ou tivesse a coragem de dizer que não gosta ou que amor não é bom.A questão é saber de qual tipo de amor´??? No seu caso, não tenho dúvida: é o amor que acrescenta, que alegra, que compartilha, que cuida e que nos dá a sensação de que estamos progredindo ou evoluindo, não é mesmo?
    Recordo que, em um show, Renato Russo perguntou ao público:
    -Alguém ai já sofreu por um amor verdadeiro?
    A plateia respondeu: Jáaa....!!
    Disse ele: Errado!
    Um amor verdadeiro, não vai te fazer sofrer.
    Pois quem ama cuida, respeita e não magoa.

    À guisa de contribuição, relembro o quanto o dançar sozinho pode, também, ser bom, repassando estas observações.

    Sobre dançar sozinho.
    Thainá Rosa


    Dançar sozinho é uma arte...

    É o encontra-se consigo mesmo e não hesitar em se tirar para dançar.

    É dar de ombros, esquecer... Mexer-se de qualquer forma, sem se preocupar com os pés (o de cima sempre será o seu.).

    Pode ser valsa ou qualquer outra coisa.

    De olhos fechados ou com uma das mãos para o alto , a sintonia é o que importa.

    Com a alma e com a música...

    Dançar sozinho não é vergonha, é auto-suficiência.

    Dois passos para lá e para cá.

    Há quem dance sozinho porque o melhor par está distante...

    Há quem carregue seu par nos olhos.

    Muitos dançam só porque gostam, outros dançam por dançar...

    (Há quem entenda a valsa das almas.).

    Bem aventurado é aquele que dança só. O que se despede do orgulho e confessa ao mundo:

    “Estou sozinho... Estou comigo e estou feliz!”


    O que dizer, então, do Bolero de Ravel e Jorge Donn em Retratos da Vida?
    Concordo com a afirmação do Béjart (1927-2007): "A dança é homem".

    A jornalista e bailarina, Juliana Ravelli,disse:
    Bolero (dança) estreou em 1961 e rapidamente agradou a plateia. O papel principal foi criado para uma mulher. No entanto, a consagração da obra veio com a interpretação do bailarino argentino Jorge Donn (1947-1992). Ele integrava a Cia. de Béjart desde 1963, mas dançou a coreografia pela primeira vez apenas em 1979.
    Donn era tão grande e arrebatador quanto o Bolero de Ravel e de Béjart. Sua impactante interpretação pode ser vista no maravilhoso filme Retratos da Vida - Les Uns Et Les Autres - (1981), de Claude Lelouch.
    Confira o momento em que Donn dança Bolero aos pés da Torre Eiffel. Aos mais sensíveis, como eu, sugiro que preparem o coração.


    M. disse...
    Dançar sozinho é tão mágico quanto dançar juntinho, uma vez que a magia está no mover dos pés ao som de uma canção que te toca tão intimamente que se torna quase impossível ficar parado! Não esqueçamos que os melhores e mais esperados momentos de muitas danças são, evidentemente, os solos_não só no balé clássico. O que dizer da dança do ventre? E a mulata bonita, sambando, "quem não admira?, gingando seu corpo que mesmo a gente olhando parece mentira, e é, de fato, luxo só!!!Quem viu o Jorge Don dançando o Bolero de Ravel sabe que o sozinho e o sublime podem dar a mãos.

    Patrícia disse...
    Dançar sozinho é aliviante.É a capacidade de se livrar,mesmo q momentaneame,dos problemas e deixar o coração aberto para flutuação,felicidade...
    É revigorante e libertador...e quase todas as melhores coisas, a começar por nascermos sós... são feitas individualmente: comer, ler, beber, ver, ouvir, sentir aromas, gozar, falar, sentir, dormir, sonhar, etc.

    Eduardo Trindade disse...
    Claro que às vezes é ótimo ter uma companhia para dançar, mas é quando estamos sozinhos que podemos encontrar nossos verdadeiros sentimentos. E que maneira melhor de encontrá-los que convidando-os para uma dança?

    Dance bem, dance mal...afinal, quem não dança, dança!!!
    Beijão procê!!!

    ResponderExcluir

Dicas para facilitar:
- Escreva seu nome e seu comentário;
- Selecione seu perfil:----> "anônimo";
- Clique em "Postar comentário";
Obrigada!!!!!