sábado, 16 de junho de 2012

O piriri e a filosofia do Tim Maia

Nossa história de hoje começa com um piriri desgraçado, daqueles que só um vidrinho de óleo de rícino é capaz de deflagrar. Minha irmã costumava dizer que na hora da dor de barriga todo mundo é igual, e eu concordo. A dor de barriga, tanto quanto a morte, é a única coisa que realmente acaba com a diferença de classes. Não há charme, dinheiro ou superioridade que resistam àquela cólica que, assim como a vida, vem e vai como se fosse ondas do mar.

Pois bem: eu, a princesa real que veio das Gerais, estive completamente à mercê do óleo do rícino, sofrendo um enjôo que nem a mais enjoativa gravidez seria capaz, e até chamando por Nossa Senhora nos piores momentos no banheiro... pra piorar, me assombrou durante todo o dia a consciência de que, à noite, teria ainda que tomar mais de um litro de remédio dissolvido em suco, para a faxina definitiva no aparelho digestivo. Pra aguentar tudo isso, só mesmo a promessa de meu co-piloto:

-- Amanhã, depois do exame, te levo pra comer alguma coisa bem gostosa!

Então chegou o dia seguinte, e a hora do exame médico. Saindo da clínica, recebi o convite para um trivial café com leite e pãozinho com manteiga, mas como o médico disse que a dieta estava liberada, não resisti: parti logo para o almoço e tratei de compensar o sofrimento do dia anterior com dois pastéis de queijo, feijão com purê de batata na manteiga e, como o apetite estava meio esquisito, caprichei na sobremesa... três picolés de chocolate!

Eu e minha glutonia estávamos ainda no terceiro picolé quando a dor começou. Parecia que o estômago queria pular boca afora, e tive a impressão de que os intestinos tinham a mesma pretensão. Rolando em cólicas, corri pra casa e passei o dia todo em dores, suores e fraquezas. Para espanto total do co-piloto, à noitinha choraminguei:

-- Aaaai, tô fraaaca! Não comi nada hoje...

E liga pro médico, e compra remédio, e chora de dor, e rola na cama...

Eis que, de repente, no auge do meu enjôo, o celular acusa uma mensagem: era o Migliaccio, do Rio Acima, sumido há uma semana pelo azul do mar  do Nordeste.

"Tô comendo uma linguiça de bode".

Fiz até poesia: Bode?! Mas como é que pode?!

Só de imaginar, fiquei com febre... no momento em que não conseguia nem tomar um copo d´água, a notícia  me empacotou o estômago, que já estava embrulhado... mas também me fez pensar nas ironias da vida e na filosofia do Tim Maia: "enquanto um sofre, o outro ri". Lembrei de todos os doces deliciosos que comi em Paris, e que ainda hei de comer de novo: taí um sonho bom pra rebater este dia de horror. E tudo isso me valeu a única risada que dei nestes dois dias de dores.



13 comentários:

  1. Fernanda,

    O piriri e realmente danado, porem quando isso me acontece apelo para o alka-seltzer (1 ou as vezes dois) por dia e muita agua e cha com torradas (sem manteiga),e maca(fruta), pure de batata (sem manteiga), arroz e se tiver dor de cabeca uma aspirina resolve para mim (agora tem uma so pra dor).

    Tambem adoro comer. Veja bem somos uma maquina perfeita, e precisamos estar a tentos aos sinais ..... me admirei do medico liberar qualquer tipo de comida ....

    Te cuida, espero que voce se recupere e pega leve na comida rsrsrsr.

    Beijos

    Gilda Bose

    ResponderExcluir
  2. Gilda, obrigada pelas dicas. O pior de tudo é mesmo ter que fazer dieta, porque sou boa de garfo e comer é comigo mesmo! beijos

    ResponderExcluir
  3. De piripipi para Paris, passando por Tim Maia e linguica de bode. Nao lembra uma pagelanca?

    Piripipi fora (em todos os sentidos), vamos a Paris. Eta cidadezinha encantadora! Estive por la umas 40 vezes (falo um pouco o frances e por isso todos os meses tinha um voo para Paris).

    Ficavamos no hotel Mercure. Primeiro, num proximo a estacao Glaciere da linha 6 do metro. Depois, num outro na estacao Porte de Versailles da linha 12.

    Nesse, proximo a Glaciere, havia um jovem que fazia ponto... Para vender crepes! Eram doces, salgados. Voce escolhia e ele fazia! Tambem um "pe sujo" onde iamos tomar alguns copos de borgogne e comer umas bobagens e bater papo ate que o proprietario ficar de saco cheio da gente, doido para ir para a sua casa, e piscar as luzes, sinal de que tinhamos que pagar e se mandar.

    Caminhando no sentido oposto, um pequeno restaurante onde uma vez levei meu filho para introduzi-lo nos pequenos prazeres da culinaria francesa: Pedi escargots a la bourguignonne, que adoro. Quando chegou o filhote na sua curiosidade dos 11 anos de idade, mete os dedos para pegar um e da um grito e desde entao ele ficou sabendo o por que daquela parafernalha que usamos para comer escargot... Veio direto do broil e estava "pegando fogo". Doeu mas entendeu!

    O metro de Paris eh melhor do que o de New York. Fui a tantos e tantos lugares diferentes via metro que ora vai por tuneis e ora por linhas abertas.

    Um lugar que fui repetidamente era o Bistro de La Gare em Montparnasse. Uma dessas vezes, levei a esposa que adorou. Super aconchegante, mesas bem pequenas, comida deliciosa e sobremesas fantasticas. Havia no cardapio um mousse de chocolate com a informacao: se voce comer ela toda, nao paga. Era um pote redondo enorme. Por mais que voce "trabalhasse" voce jamais comeria aquela iguaria toda.

    Fui tambem a Brasserie Lipp e fiquei pasmo: dei de cara com o Marcello Mastroianni!!

    Mais uma: O Nos Ancetres Le Galois. Um restaurante rustico, FANTASTICO, localizado na Ille de Saint Louis. Simplesmente imperdivel!!

    Do mais, caminhar pela Rue Saint Honore, Opera, ao lado do Sena, alem de todos os museus, palacios, igrejas, cemiterios. A Paris, que saudade!

    Gosto de algumas iguarias como o escargot, patinha de ra,etc mas, lingica de bode eh MUITO exotico para o meu gosto (alem do cheiro que, a distancia, ja embrulha o meu estomago nao tanto exotico...) Bode, fico com o do Henfil, enquanto curto um Tim Maia...
    Minha pajelanca eh um tanto quanto limitada...
    Bone journee!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ariel, amei as dicas! Na próxima viagem vou fazer este roteiro todinho, e já estou animada com a mousse de chocolate.

      Excluir
  4. Pastéis de queijo,(cheio de gordura)linguiça de bode,(a carne desses animais parece de cachorro.)Chega Fernanda,vou parar por aquí pra não passar mal só de pensar... Bjs.

    Monica.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Monica, hoje tô pegando leve: fui de lasanha no almoço...

      Excluir
  5. Assim que eu voltar vamos comer uma buchada lá na Feira de Sâo Cristóvão!

    ResponderExcluir
  6. É Fernanda,eu imagino,quando vc resolver pegar pesado,o que será!!!...

    Monica.

    ResponderExcluir
  7. Supondo e torcendo ardentemente para que a sensível e talentosa blogueira esteja beeeem melhor, ou melhor digitando: "SARRADÍSSIMA"!!!, também eu "me admirei do médico liberar qualquer tipo de comida" e não só a diretora do C.P.F.A.S, a querida Gilda.

    Até quem sai da cadeia não deve sair correndo e pulando kkkk. As coisas têm um tempo de recomposição, de refazimento, pelo cadinho que saquei _até agora_ desta "vida louca, vida breve"...se é que saco algo ou alguém rsrs.

    Como faço minhas refeições maiores sempre fora de casa _ pilotar...inclusive fogão, não é a minha praia e ser pilotado, menosss ainda rsrs_, fico muito mais exposto aos eventuais contratempos intestinais. Aprendi com um médico da família algo que interrompe o processo das possíveis diarréias por ingestão de alimentos não confiáveis.Assim que percebo estranhamento nas entranhas rsrs...procuro imediatamente o santo LIMÃO...pasme! Comigo é tiro e queda...para o alto, para a cura! Atotô, Obaluaê!!!

    O limão é um grande regulador do metabolismo, principalmente dos líquidos corporais. Se seu intestino é preso, ele regula. Se ele é (ou está) solto, ele regula.

    Assim, tome em jejum o suco fresco de 1 limão diluído em meio copo de água. Evite açúcar e adoçantes.Durante o dia , se necessário, repita a dose.

    Mas, o limão é muito mais que um regulador porque ele não irá somente interromper a diarréia ou prisão de ventre, antes disso ele irá permitir que aquilo que seu corpo precisa eliminar (desapegar), seja excretado. Bactérias, toxinas, venenos, como também medos e apegos que não temos a menor consciência de estar carregando. O limão apenas viabilizou a cura – o alívio, a liberação, o desapego!


    Ingira muitos líquidos e alimentos que contenham sódio e potássio, dois importantes minerais que ajudam o seu corpo a funcionar adequadamente. tais como frutas cruas ou cozidas sem casca ou em forma de sucos (maçã, banana, pêra, melão, limão, acerola, goiaba , todos sem sementes)., frango ou peru sem pele e sem todo tipo de gordura, carne magra ou peixe (grelhado, ensopado ou assado, de preferência sem óleo ou azeite e JAMAIS fritos ) e batatas cozidas.

    As bebidas isotônicas (como Gatorade) contêm tanto o sódio quanto o potássio e carboidratos em uma forma de fácil absorção.

    Experimente esses alimentos em pequenas quantidades e de 2 em 2 horas, "maizomenos"...

    Arroz ou macarrão na água e sal , ovos cozidos até que as claras estejam bem sólidas, pão branco, torradas, bolachas de água e sal ou maizena.
    O que não foi citado, deve ser evitado, "por supuesto".,

    Quando a diarréia terminar_e tudo passa para todos_ e você começar a aceitar melhor os alimentos, aumente, aos poucos, as quantidades e introduza gradativamente (e sem exageros"""), os alimentos antes evitados. Para melhorar o astral, veja fotos, videos ou filmes de ou sobre ou como locação... Paris!!! ... "pro dia nascer feliz!"

    SANTÉ, SALUTE , SAÚDE E AXÉ!!!
    Beijão
    Marcos Lúcio

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Marcos Lucio querido... agora vai ser assim: pintou uma dúvida, ligo pra você! Na noite anterior ao exame, eu tinha que tomar um caldo de legumes. O caso é que eu só sabia fazer sopa de legumes, e taí duas coisas bem diferentes: o caldo e a sopa. Fiquei na dúvida entre procurar você e a Gilda (ela me deve uma receita). Não procurei nenhum dos dois e a receita que consegui resultou em uma coisa verde completamente sem gosto...

      Excluir
  8. Fernanda,

    Espero que voce esteja melhorzinha ...

    Primeiro eu tenho que agradecer ao presidente Marcos Lucio, que nao so me recebeu de bracos abertos como socia do clube C.P.F.A.S., como tambem me nomeou como diretora, Marcos Lucio, a honra e minha fazer parte desse tao feliz club.
    A sua dica sobre o limao irei adotar daqui pra frente, achei otima.

    Fernanda, vou te passar uma receita de sopinha, espero que voce goste.

    Beijos

    Gilda Bose

    ResponderExcluir
  9. Quem agradece sou eu...e garanto: não poderia ter escolhido melhor e mais simpática diretora. Garanto que direi um dia: nunca houve uma diretora como você, assim como nunca houve uma mulher como Gilda (quem teve o prazer de assistir este filme, não tem dúvida alguma).

    Quanto ao limão, comigo funciona perfeitamente. Claro que sempre os tenho em estoque rsrs, pois além destas qualidades controladoras das entranhas rsrs, há outros inúmeros benefícios.
    Beijão
    Marcos Lúcio´
    Presidente do C.P.F.A.S.

    ResponderExcluir

Dicas para facilitar:
- Escreva seu nome e seu comentário;
- Selecione seu perfil:----> "anônimo";
- Clique em "Postar comentário";
Obrigada!!!!!