domingo, 15 de abril de 2012

Au revoir Paris!

Descobri que os grandes museus de Paris jà foram grandes casas de familia. Mas quem è que limpava aquelas janelas? Quem limpava todo aquele chào? E o quintal, quem è que varria???

Jà ouvi muitos mitos sobre este lugar e seu povo, mas aqui nào passei fome por causa de pratinhos minusculos, nào achei o metro fedorento, nào senti cheiro exagerado de perfume nem tive dificuldades com os franceses. Ah, tambèm nào encontrei nenhum cafè que cobrasse 40 euros por dois expressos e uma àgua mineral. Os precos sào altos sim, talvez cerca de 50% a mais que no Rio, mas a qualidade nào se compara, e isso faz a gente pagar satisfeito e achar que carissimo, na realidade, è o Brasil!

Quanto às compras, elas nào sào impossiveis por aqui, como se costuma dizer. Mas de tudo o que comprei, sem duvida a melhor aquisicao foi o bilhete que dà passe livre no metro por uma semana... seguido por um casaco de couro maravilhoso por 25 euros, em uma loja incrivel de roupas usadas.

Tem mais: visitar o Louvre e Versailles è obrigatorio sim, mas so na primeira vez, ok? Porque os grandes tesouros de Paris estào nas ruas, e as ruas sào o que a cidade tem de mais bonito. Se nào gosta de caminhar, este lugar nào è pra vocè... e nào cometa o erro da minha amiga Gisele, que quis ser chique e so trouxe sapato de salto para a Cidade Luz... a este luxo, so as francesas podem se dar.

Minha maior descoberta foi que Paris nào è, simplesmente, a cidade turistica que recebe cerca de 28 milhoes de pessoas por ano: ela è, na verdade, a segunda casa de todo este povo, que pelo resto da vida vai querer voltar!
 

video

5 comentários:

  1. Fernanda,se o produto é caro,mas tem uma boa qualidade,o cliente nem percebe que pagou caro.
    Ah,valeu a dica do sapato,pois quando chegar minha vez,já vou saber como arrumar as malas...
    Vou ficando aquí no meu cafofo e aguardando mais novidades. Bjs.

    Monica.

    ResponderExcluir
  2. Fernanda,

    Que beleza ........ digo isso por que na sua primeira viagem a Paris, e que tenho certeza que nao sera a ultima, voce com sua sensibilidade a conheceu .......

    Paris e para se caminhar, e parar a cada canto e apreciar seu povo e sua belissima arquitetura. A cada caminhada voce descobre algo diferente .....Paris uma cidade toda planejada (raramente tem inundacao por la, pois tem canais subterraneos que nao o permite.
    Europa e cara sim, mas nao o exagero que muitas pessoas pensam e comentam. A sua comparacao com o Brasil, e correta.
    Nao devemos dar ouvidos ou acreditar em tudo que
    se fala .... como voce viu e constatou.....e
    diferente.

    Felicidades,

    Gilda Bose

    ResponderExcluir
  3. Oi Fernanda, é a Kel que postou a pesquisa abaixo, que saiu na coluna do Ancelmo em 10 de abril. Vi sua réplica discordante e gostaria de perguntar se os seus leitores concordam.
    ************************************************
    O homem cordial
    Pesquisa do Skyscanner.net, um dos principais sites da área de turismo no mundo, aponta o francês como o povo “Mais Rude” com turistas, com 19,2% dos votos de 1.200 entrevistados.
    Depois vêm russos (16,6%), britânicos (10,4%), alemães (9,9%), chineses (4,3%), americanos (3,3%) e espanhóis (3,1%).

    Já...
    Os brasileiros foram eleitos os “menos rudes”, seguidos dos povos de países do Caribe, de Filipinas e Tailândia.
    ************************************************
    Eu particularmente pergunto se os brasileiros são mesmo menos rudes. E já que brasileiro é tão educado com o turista, não poderia ser também na própria terra?
    Uma ótima viagem de volta. Kel.

    ResponderExcluir
  4. Esta tomada de cena, queriDannemann, espetacular como só poderia acontecer em local único e diferenciado como este, despertou--me uma interação tamanha que quase coloquei a mão na prâmide rsrs, Sim, ela provocou polêmica, mas, na verdade, provoca encantamento. E você, no primeiro plano, com esta echarpe vermelha... as francesas glamurosas que me perdoem...não deve nada a elas.
    Não por acaso, a fotografia (Niépce) e o cinema (irmnãos Lumière=luz). são, merecidamente, invenções francesas e Paris a "top model" mais fotografada e filmada do planeta.

    Estou maravilhado com a sua sensibilidade (comme d'habitude) em perceber as especificidades desta cidade enfeitiçadora ,fundamentalmente para os de alma lavada e para os que querem_sincera, espiritual e ontologicamnte- lavar a alma. Repito que o Caio F.Abreu (adooooro!) dizia que pisar em Paris era como pisar no coração do mundo.

    Esta sedutora e envolvente cidade_ como se não bastasse_ segundo um cálculo baseado na relação entre número de habitantes e área verde, é a mais arborizada do planeta (relatório da Eco 92, mas ainda deve valer). possui, ainda, um lugar privilegiado no âmbito artístico e cultural em nível mundial nos últimos séculos. Nasceram na cidade movimentos artísticos como o expressionismo, o surrealismo e o fauvismo e importantes figuras da arte e pensamento como René Descartes, Voltaire, Victor Hugo, Émile Zola, Alexandre Dumas (filho), Edgar Degas, Claude Monet, Jean-Paul Sartre, Jean Renoir, Louis Malle, Henri Cartier Bresson, Simone de Beauvoir,Edith Piaf, etc..

    O século XVIII também chamado de século das luzes foi a origem de todo esse movimento de nome iluminismo, iniciado na França, bien sûr!. Esse termo está relacionado com esclarecimento,pois segundo os iluministas, os homens da sociedade do antigo regime viviam nas “trevas da ignorância”_mais ou menos como está acontecendo agora com a mediocrização através do neoliberalismo. Para eles( os iluministas) o homem é produto do meio em que vive. da sociedade, e da educação-Paris foi uma das primeiras a receber iluminação urbana, no mundo.

    continua no próx. post.

    ResponderExcluir
  5. Continuação de uma história de paixão à primeira vista rsrs.

    Depois da LUz das idéias, agora, em pleno século XXI, as luzes parisienses são outras e continuam a encantar o mundo. A técnica da eletricidade virou arte. E de noite, o show de luzes transforma a capital napoleônica em outra cidade. Os monumentos e símbolos arquitêtonicos sob os holofotes são um espetáculo imperdível, assim como os diversos jardins e espelhos d`água cintilantes. A gótica catedral de Notre-Dame, por exemplo, se destaca noturnamente em meio a sombras e luzes. Os barcos piscantes do rio Sena jogam ainda mais luz sobre o mosaico urbano. Da Torre Eiffel, que patrulha a cidade com seu farol do ponto mais alto de Paris, mais de 20 mil minilâmpadas brilham em ritmo dançante a cada hora.

    Também por isto_ tenho na origem do nome esta deslumbrante e profunda palavra_ minha paixão pela França e, particularmente pela cité de la lumière, atingiu os "píincaros dos grotões agrestes", posto que natureza e arte e luz são, simplesmente, o melhor da vida...depois da santa saúde e das boas e sinceras amizades.

    Descobrir Paris é entregar-se à cidade da mesma forma como nos entregamos à uma paixão avassaladora, porém, sem decepções e sem perda de interesse, encanto e prazer.

    Reproduzo porque amei esta brilhante e diferenciada conclusão: "Minha maior descoberta foi que Paris nào è, simplesmente, a cidade turistica que recebe cerca de 28 milhoes de pessoas por ano: ela è, na verdade, a segunda casa de todo este povo, que pelo resto da vida vai querer voltar!"

    Com seus ardis_tipicamente feminina_ a cidade nunca é igual e voltar lá nunca é suficiente. Paris supera-se a cada ano, inventando novas e interessantes atrações, aperfeiçoando as existentes, criando feitiços e fetiches que sempre acabam seduzindo seus sensíveis e afortunados visitantes.

    Ato contínuo, "mettre la dernière touche à quelque chose"= dar o último toque em alguma coisa, concluir, é tarefa que a minha blogueira preferida executa com charme,perspicácia e inteligência, especialmente neste post.

    Como você saiu à brasileira e está voltando à francesa (no sentido de mais atenta aos detalhes _que é galicismo_ o que para "nosostros" seria pormenores...)e, até mesmo revendo conceitos, então, au revoir, a bientôt et a tout a l'heure, ma chérie.
    Santé e axé!!!
    Estimarcos

    ResponderExcluir

Dicas para facilitar:
- Escreva seu nome e seu comentário;
- Selecione seu perfil:----> "anônimo";
- Clique em "Postar comentário";
Obrigada!!!!!